BRASIL

Segundo o Inep, até 40 mil candidatos podem ter tido notas erradas no Enem

O Inep ainda tenta identificar os arquivos e os lotes de provas que tiveram inconsistências.

18/01/2020 - 13:01

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, deu, neste sábado (18), detalhes das falhas que atingiram a segunda prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Um grupo teve o gabarito trocado após a realização das provas.

Ministro da Educação, Abraham Weintraub – Foto: Divulgação

Para Lopes, menos de 1% dos candidatos foram afetados — cerca de 40 mil pessoas. Ao todo, 4 milhões de alunos fizeram a segunda prova do exame. A dimensão do problema ainda está sendo levantada.

Segundo ele, funcionários do Inep passaram a madrugada identificando ao menos quatro falhas em contabilização de notas. O problema ocorreu com a cor da prova que o candidato fez. Por exemplo, o aluno respondeu a prova cinza e teve a nota corrigida pelo gabarito da prova amarela.

“Individualmente para o candidato é ruim. Ele fica tenso porque é um momento importante da sua vida. Trabalharemos com transparência neste caso”, destacou. O erro teria ocorrido no processo de trabalho da gráfica. Até o fim do processo, os alunos não saberão a nota correta.

Inicialmente, o órgão identificou o problema por reclamações publicadas em redes sociais. Quatro estudantes de Viçosa, em Minas Gerais, tiveram a situação comprovada ainda na noite dessa sexta-feira (17).

O Inep ainda tenta identificar os arquivos e os lotes de provas que tiveram inconsistências para calcular com propriedade o número de estudantes prejudicados.

Ministro pede desculpas

No Twitter, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, admitiu que houve “inconsistências” em algumas provas. O problema será resolvido até a próxima segunda-feira (20).

Segundo Weintraub, o problema ocorreu na correção da segunda prova. “É uma inconsistência fácil de ser consertada. Não pode haver uma injustiça como essa. Ninguém será prejudicado”, destacou.

Nessa sexta-feira (17), Lopes e Weintraub anunciaram os resultados das provas de 2019 e comemoraram os índices. Entre os destaques, estão a queda de rendimento dos alunos em quatro das cinco provas do Enem e 143 mil redações zeradas.

Informações Metrópoles

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

error: Conteúdo protegido!!!