POLÍTICA

Reforma da Previdência é aprovada na ALEPI por 24 a 4 votos sob protestos

A aprovação era esperada pelo governador Wellington Dias e a oposição promete ir à Justiça.

11/12/2019 - 20:12

A proposta da reforma da Previdência do governo estadual foi aprovada pelos deputados estaduais com o placar de 24 votos a favor e 4 contra na tarde desta quarta-feira (11). Os deputados da oposição que votaram contra foram Gustavo Neiva, Marden Meneses, Teresa Brito e Lucy Soares.

Por iniciativa do líder do Governo, deputado Francisco Limma (PT), foi votada supressão do intertício de três sessões para votação da reforma da Previdência. A maioria (24 parlamentares) votou pela realização de uma sessão imediatamente após o encerramento da sessão plenária.

E a reforma da Previdência acabou aprovada em segunda votação, sob protesto da oposição. A redação final será votada na próxima semana. Os deputados Fernando Monteiro (PRTB) e Pablo Santos (MDB) não estavam na sessão.

A votação no plenário ocorreu depois que os deputados estaduais integrantes da CCJ analisaram a constitucionalidade da PEC. Pela manhã, houve uma audiência preliminar em que servidores da rede estadual foram impedidos de entrar.

O presidente Themístocles Filho (PMDB) abriu a sessão perto das 15h. Antes, os deputados discutiram a constitucionalidade da proposta a portas fechadas e com grande proteção policial. Mais cedo, houve tumulto e muita confusão na parte externa da Assembleia.

Com pressa, os governistas decidiram realizar duas sessões seguidas na mesma tarde. Assim, a reforma acabou aprovada em dois turnos nesta quarta. Com a aprovação, a tramitação da proposta encerra exatamente uma semana após ter chegado à Alepi.

A aprovação era esperada, visto que o governador Wellington Dias detém poder sobre 26 dos 30 deputados estaduais. A oposição promete ir à Justiça.

Informações Política Dinâmica

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

error: Conteúdo protegido!!!