PIAUÍ

Família cozinha ossos em fogareiro sem poder comprar carne e gás no Piauí

Para a dona de casa Valdeci Ribeiro, o botijão de gás se tornou um utensílio de luxo.

1/09/2021 - 14:09

Famílias em dificuldade financeira, de Teresina, improvisam fogareiros e utilizam lenha para cozinhar feijão e ossos e tentar driblar as dificuldades impostas pelo alto valor do gás de cozinha e da carne. O gás, a partir desta quarta-feira (1º), fica R$ 10 mais caro no Piauí. É o sexto reajuste de preço em 2021.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre julho de 2020 e julho de 2021, o preço do gás aumentou 29,44%. Segundo a Petrobras, os reajustes estão atrelados a dois fatores: o dólar e a cotação internacional do petróleo.

Para a dona de casa Valdeci Ribeiro, o botijão de gás se tornou um utensílio de luxo. Na calçada de casa, com madeiras encontradas nas ruas de Teresina, ela fez um fogareiro para preparar a pequena quantidade de comida disponível na residência.

“Não estou tendo condição de comprar gás. Feijão, uns ossinhos a gente compra. Ninguém pode comprar carne, as coisas estão todas caras”, lamentou a dona de casa.

O vendedor de fogareiros Antônio da Silva relatou que o item estava esquecido quando voltou a ser procurado como uma alternativa ao botijão de gás.

A dona de casa Olinda dos Santos, que vive com filhos e netos, sente o peso do alto valor do gás no orçamento da família e tem esperança de que o cenário mude.

Fonte | G1-PI

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

error: Conteúdo protegido!!!