BRASIL

Abraham Weintraub confirma demissão do Ministério da Educação

Ele será indicado para assumir uma diretoria no Banco Mundial.

18/06/2020 - 16:06

O economista Abraham Weintraub anunciou hoje sua saída do Ministério da Educação. “Agradeço a todos de coração, em especial ao presidente Jair Bolsonaro, o melhor Presidente do Brasil! Liberdade!”, escreveu.

No vídeo divulgado por ele, Weintraub aparece ao lado do presidente e agradece ao apoio que vem recebendo. “Sinto cada vez que vocês fazem parte da minha família”.

“Desta vez é verdade, estou saindo do MEC. Nos próximos dias passo o bastão para o ministro que vai ficar no meu lugar. Neste momento, não quero discutir os motivos da minha saída. Recebi o convite para ser o diretor de um banco e volto para o mesmo cargo, porém no Banco Mundial”.

Em pouco mais de um ano à frente do MEC (Ministério da Educação), o economista Abraham Weintraub, demitido hoje pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), acumulou derrotas no Congresso Nacional.

A medida foi tomada pelo chefe do Executivo após o titular da pasta se tornar alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF), depois de chamar os ministros da Corte de “vagabundos”.

Na segunda-feira (15/06), Weintraub e Bolsonaro tiveram um encontro no Palácio do Planalto para discutir a demissão. Na visão de aliados do presidente, a iniciativa foi essencial para que o Executivo estabelecesse uma “bandeira de paz” com o Supremo, em meio às desavenças crescentes dos últimos dias.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

error: Conteúdo protegido!!!